Depois do Reveillon, assoprar velinhas!

Enfim, mais um texto neste pseudo-blog, como definiram para mim pelo MSN. A razão desse post é apenas um estalo que eu tive. Não sei sequer se foi bom, ou no mínimo curioso, mas estava eu vagando pela Internet e percebi que nos dez primeiros dias do ano, nasceram muitos grandes nomes da música. Aí passei quase algumas horas pesquisando e escrevendo sobre isso e o resultado se encontra aí embaixo. Então vamos aos aniversariantes entre os dias 1 e 10 do mês de janeiro! Espero que gostem. Ah, não esqueçam de comentar, ajuda para ter um feedback!

1º de Janeiro

Neste dia não nasceu ninguém realmente importante da música. Mas como é o primeiro dia do ano, fica legal citá-lo.

3º de Janeiro

Aqui começamos nossa lista. Alguém que eu aprecio profundamente, musicalmente falando, nasceu no ano de 1946. Foi batizado John Baldwin, mas só ficou famoso com o nome John Paul Jones. Isso mesmo, o baixista que mantinha o som do Led Zeppelin com ritmo, sem deixar ninguém extrapolar. Ele ainda está na estrada, aliás, acaba de lançar um disco ao lado de outros incríveis nomes da música, como Dave Grohl (ex-Nirvana e Foo Fighters) e Josh Homme ( ex-Queens of the Stone Age). Resultado? Them Crooked Vultures. Procura no LastFM que você acha.


Além deste impecável músico quem também nasceu no fatídico 3 de janeiro foi George Martin. Quem é George Martin? Como assim, “quem é George Martin”? O quinto beatle horas. Ele simplesmente foi o produtor da maioria dos discos do quarteto de Liverpool. Além disso, ainda teve a oportunidade de produzir outros artistas com Jeff Beck, Elton John, além de trabalhos das carreiras solo dos ex-beatles Paul McCartney e Ringo Starr. Entendeu a importância dele? Enfim, ele nasceu no ano de 1926.


Antes tarde do que nunca. Ficou por último e talvez tenha uma boa razão pra isso. No ano de 1975, nasceu Thomas Bangalter, do grupo de música eletrônica Daft Punk. Mas então, a única razão dele ter entrado na lista, foi o fato de que no ano em que ele nasceu, John Paul Jones lançava o sexto disco de estúdio do Led, Physical Graffiti. Também, vale MUITO a pena procurar.


4º de Janeiro

Dia 4. Começar assim parece diário de ex-viciado né? Mais um dia, menos um dia, faz muita diferença. No dia 4 de janeiro de 1956 nascia um futuro membro da principal banda do pós-punk inglês, Joy Division, aquele que viraria o guitarrista dela, Bernard Summer. Bem, seu talento é incontestável. Mas vale lembrar que, após a morte do líder/principalcompositor/mentor/gênio Ian Curtis, ele e seus companheiros de “divisão da diversão” continuaram carreira a frente e fundaram o New Order. A “nova ordem” é um dos principais grupos de New Wave até hoje. Parabéns para o Bernard.


Mas antes mesmo do Joy Division lançar seu primeiro disco, um outro importantíssimo nome da música nascia no ano de 1970. O ex-acabelado, atual careca, Michael Stipe. Ele viria a fundar junto de alguns amigos o famoso R.E.M. O grupo é praticamente uma forma de Deus no rock alternativo. Limito-me a dizer isso, já que você com certeza já sabe de quem estou falando e de que banda ele participou.


Agora, pegando um avião dos Estados Unidos para o Brasil, temos o nascimento de Julio Rasec. Nascido Julio César (Rasec é César invertido, entendeu?), o tecladista da aclamada banda nacional de rock cômico (?), Mamonas Assassinas viria a morrer em 1996, junto de seus companheiros de grupo em um acidente de avião. Embora ele tenha nascido antes do nosso amigo do parágrafo acima, eu escolhi deixar ele por último, pra poder colocar um videozinho pra vocês assistirem.

A música é a famigerada “Robocop Gay”. O vídeo é parte integrante do DVD ao vivo que eles gravaram no show de 100 anos da cidade de Valinhos. Vale prestar atenção na performance do vocalista Dinho, que se veste de mulher e tudo. Sensacional e imperdível.

5º de Janeiro

Tá, eu sei. Ele não é muito bem aceito entre pessoas caretas. E mesmo entre as mais estranhas, ele consegue ser controverso. Mas é um fato importante que faz parte da história da música e, portanto, merece ser lembrado. No revolucionário ano de 1969, nascia na cidade de Canton, nos Estados Unidos, Marilyn Manson. Ta, era só isso mesmo que eu tinha pra falar sobre ele.


6º de Janeiro

Este dia! Que dia!

Vamos começar por quem veio antes. Em 1946, na Inglaterra, nascia um gênio. Roger Keith Barrett, a.k.a. Syd Barrett. Foi líder, compositor, mentor, idealizador e guitarrista da clássica e fenomenal banda Pink Floyd. Ele ainda por cima foi peça fundamental no primeiro trabalho do grupo, o álbum The Piper at the Gates of Dawn, de 1967. Como se não bastasse ser tudo isso, ele resolveu se aventurar de cabeça (literalmente) nas drogas. Usou LSD até pirar de vez (literalmente), embora nem todas as vezes fosse propositalmente (existem histórias de que amigos o drogavam sem que ele soubesse). Resultado: saiu da banda, pseudo-tentou uma carreira solo, foi internado diversas vezes com o diagnóstico de doente mental e por fim se recluiu na casa de sua mãe, em Cambridge, no norte britânico, vivendo lá até o ano de sua morte, 2006. Ah sim, o álbum floydiano Wish You Were Here, é uma homenagem perfeita ao ex-integrante. E durante as gravações desse álbum, adivinha quem apareceu no estúdio e permaneceu até o fim sem dar um pio ou ser notado? Syd Barrett. Enfim, uma perda imensurável da música para as drogas, mais uma né?


Deixando de lado o melancolismo, vamos falar de algo forte. De um som forte. E pra isso, nada menos que Malcolm Young se faz presente na lista. Membro fundador do grupo australiano AC/DC, irmão do também guitarrista fundador Angus Young, Malcolm é considerado um dos melhores guitarristas de base do mundo. Ele nasceu em 1953, em Glasgow, capital da Escócia, mas só quando viajou para a Oceania é que formou a banda.


E por fim, neste marcante dia para a música, nasceu em 1956, o frontman de uma das melhores bandas da nova geração do rock. Obviamente, o som dele não é emo e nem soa como Lady Gaga, cheio de sintetizadores. Estamos falando de Alex Turner, guitarrista, vocalista e líder da banda inglesa Arctic Monkeys. Fato é que os Monkeys já eram famosíssimos na cena independende britânica mesmo antes de lançar seu primeiro álbum de estúdio. Eles tiveram o MySpace mais visitado da Inglaterra, e, detalhe: eles nunca criaram um MySpace. Mas voltando ao Alex, ele é super carismático, excelente letrista e eu não duvido nada que seu nome fique marcado de vez na história da música. Ah sim, os Monkeys detinham o recorde de maior número de cópias vendidas na semana de estréia de um álbum no Reino Unido: 363.735 exemplares de Whatever People Say I am, That’s What I’m Not. Foram ultrapassados pela Susan Boyle, a feinha que foi adotada pelo público.

Aqui embaixo, o vídeo da música I Bet You Look Good on the Dancefloor, que faz parte do DVD ao vivo At The Apollo, do Arctic Monkeys.

8º de Janeiro

Pulando o dia 7, vamos direto ao aniversário do Rei (?) do Rock. Isso mesmo, em 1935, Elvis Presley vinha ao planeta. Nascido no estado do Mississipi, Estados Unidos, esse cidadão faria história com seu gingado nada usual no palco e também com sua música, por mais que em um grande número de casos não fosse sua. Fato é que ele até hoje é considerado o rei. E segundo o filme “Men In Black”, Elvis não morreu, apenas voltou para seu planeta natal. Em tempo, Elvis nunca fez um show fora de seu país natal, sabia?


Bem, dez anos antes do rei do rock começar suas peripécias e a usar gel nos mais importantes locais de show dos Estados Unidos, nasceu em 1946, na Califórnia, Robby Krieger, guitarrista e membro fundador do The Doors. O fato mais importante de sua apagada carreira musical é uma música que ele compôs. Ele simplesmente fez a proeza de escrever o maior clássico dos Doors e um dos maiores da história do rock, Light My Fire, que na voz de Jim Morrison, virou uma música genial.


Um ano depois, mais precisamente em 1947, nasceu uma pessoa no mínimo estranha. David Robert Haywood-Jones, famoso sobre os nomes artísticos de David Bowie e Ziggy Stardust, é mais um peça essencial da história do rock que nasceu na terra da rainha. Ele já vendeu mais de 130 milhões de discos no mundo inteiro e é cego do olho esquerdo. Ah, reza a lenda que a esposa do vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger, uma bela noite chegou em casa e pegou os dois juntos na cama. Mas hoje, Bowie é casado e tem filhos. Embora isso não diminua a estranheza dele.


9º de Janeiro

Quase chegando ao fim da lista, ainda temos nomes importantíssimos para citar.

Um ano antes de acabar a segunda guerra mundial, ou seja, em 1944, nasceu na Inglaterra, o companheiro daquele rapazinho que nasceu no dia 3 e que lançou diversos álbuns com sua banda nas décadas de 60 e 70. Ou seja, nada mais, nada menos que Sir Jimmy Page. O lendário ladrão de músicas de blues guitarrista do Led Zeppelin, também fez parte dos Yardbirds, tocando ao lado de nomes como Jeff Beck e Eric Clapton. Ele é indiscutivelmente um dos melhores guitarristas do mundo, figurando constantemente nas mais diversas listas que fãs de músicas promovem por aí.


Seguindo, este músico que vamos falar agora não figura entre os melhores de todos os tempos. Mas junto a sua banda (que leva seu nome), fez história e angariou fãs ao redor de todo o globo com seus shows que beiram o exagero, chegando a ter quase 3 horas de duração. Estamos falando do sul-africano Dave Mathews, que é o vocalista, guitarrista e compositor de diversas músicas da Dave Matthews Band. Pra deixar claro, mesmo sendo longos, os shows são SENSACIONAIS, eu atesto. Já ia esquecendo, ele nasceu em 1967.


10º de Janeiro

Enfim, chegamos ao nosso último dia! Ié! Não necessariamente ele é especial, mas faz parte do pacote.

Nesta data, o destaque fica a cargo de Rod Stewart. Roderick David Stewart nasceu em 1945, na cidade de Londres, capital da Inglaterra. Ele é mais um membro da lista que já trabalhou com Jeff Beck, cantando no Jeff Beck Group, além disso, ele também foi integrante do The Faces e acabou, por fim, se jogando na carreira solo que já dura décadas e mais décadas.


Conclusão

Ufa, acabou. Mas então, eu tava certo ou não? Imagina só uma banda com essa formação:

Syd Barrett – compositor

Michael Stipe – vocalista

Jimmy Page – guitarrista solo

Malcolm Young – guitarrista base

John Paul Jones – baixista

Ok. Não tem baterista, talvez a banda ficasse em falta. Mas pensem só, não seria legal isso? Eles podiam, por exemplo, marcar um show todo mês de janeiro pra comemorar o aniversário de todo mundo! Ta, talvez não seja tão legal assim.

Mas então, será que existem outros dez dias seguidos no ano que tem tantos nomes de peso comemorando e assoprando velinhas? Fica a pergunta, e a idéia.

Uma resposta para “Depois do Reveillon, assoprar velinhas!

  1. todos capricornianos, esses aí.

    faltou dia 11😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s