O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus

Terry Gilliam acertou a mão, enfim. O diretor ex-membro do grupo de comédia Monty Python conseguiu, enfim, fazer um filme imaginativo, psicodélico, inventivo e objetivo ao mesmo tempo. O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus (The Imaginarium of Dr. Parnassus) é um filme viajante que une drama, comédia e lições de vida na dose certa.

Basicamente, a história roda em torno do problema que o, dito, centrado Dr. Parnassus (Christopher Plummer) enfrenta enquanto chega próximo o aniversário de 16 anos de sua filha, Valentina (Lily Cole), no qual ela deveria ser entregue ao Diabo. Nesse painel, englobam-se o companheiro dela, Anton (Andrew Garfield), que fora retirado das ruas pelo pai da bela donzela, e Tony (Heath Ledger), ou George, como preferir, que fora salvo da morte pelos dois jovens. Fiel escudeiro, e algo próximo de uma consciência, o assistente Percy (Verne Troyer) prova-se figura importante na empreitada coordenando as decisões do Doutor Parnassus.

Este compacto grupo sobrevive com um show “mágico”, onde oferecem aos interessados a chance de viver seus sonhos, como gostariam que fosse. Para isso, é apenas necessário atravessar o espelho que eles carregam e cuidam cuidadosamente. Mais importante que isso é a nítida demonstração da mudança dos tempos, que nem a vida eterna é capaz de reverter.

À parte da história, Está o ator Heath Ledger. Não pela genialidade, mas porque não foi finalizada. Muito foi dito que Heath enlouqueceu ao interpretar o Coringa em Batman – O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight). Mas, o último papel de Ledger foi o de Tony, que ele sequer chegou a finalizar. Por isso, a arte do diretor entrou em cena: quando seu personagem ultrapassava o espelho, outros atores faziam seu papel. As escolhas não poderiam ser mais apuradas: Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell.

O filme já está em cartaz e merece ser visto, como homenagem póstuma a Heath Ledger ou simplesmente como apreciação da nova obra do comediante inglês Terry Gilliam, que como diretor é um tremendo pé frio. Por isso, deixe sua imaginação fluir, com a história mágica do Dr. Parnassus.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s